ATIVIDADE EDUCATIVA COM PACIENTES PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Autores

  • Márcio Alves de Almeida Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Maria Kleyssiane de Melo Alexandre Universidade Regional do Cariri - URCA

DOI:

https://doi.org/10.16891/2317-434X.v.10.e1.a2022.pp1267-1272

Resumo

A insuficiência cardíaca (IC) é determinada como uma síndrome clínica que se caracteriza por alterações no funcionamento e estrutura cardíaca, levando a incapacidade de bombeamento do coração para atender satisfatoriamente as necessidades metabólicas e teciduais do organismo. Objetivou-se relatar a experiência em uma atividade educativa sobre insuficiência cardíaca, a fim de verificar o entendimento acerca dessa patologia, em um grupo de pacientes acometidos pela doença. Trata-se de um relato de experiência, realizado a partir da vivência de graduados em enfermagem, durante uma coleta de pesquisa, com a obtenção de dados através de registro de observações e conversações que ocorreram durante a realização de uma atividade de educação em saúde realizada na sala de espera de um centro ambulatorial, localizada no município de Barbalha, Ceará, em novembro de 2018. A partir desta experiência, notou-se como a educação em saúde é uma importante ferramenta, que deve ser utilizada pelos profissionais de saúde no âmbito da assistência, pois esta propicia momentos de discussão com a comunidade, permitindo transmitir informações, e servindo de estímulo aos usuários para serem protagonistas no seu processo saúde-doença, auxiliando também, na melhor qualidade da assistência de enfermagem, fortalecendo, desse modo, as atividades e assistências fornecidas no âmbito do SUS.

Biografia do Autor

Márcio Alves de Almeida, Universidade Regional do Cariri - URCA

Enfermeiro formado pela Universidade Regional do Cariri - URCA

Maria Kleyssiane de Melo Alexandre, Universidade Regional do Cariri - URCA

Enfermeira formada pela Universidade Regional do Cariri - URCA

Referências

BOCCHI, E.A et al.; Sociedade Brasileira de Cardiologia. Atualização da diretriz brasileira de insuficiência cardíaca crônica – 2012. Arquivo Brasileiro de Cardiologia. 2012. Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2012/Diretriz%20IC%20Cr%C3%B4nica.pdf.

BORBA. A. K. O. T.; MARQUES, A. P. O.; LEAL, M. C. C.; RAMOS, R. S. P. S. Práticas educativas em diabetes Mellitus: revisão integrativa da literatura. Revista Gaúcha de Enfermagem, v.33, n.1, p.169-76, 2012. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/17948/17013. Acesso em: 25 mai. 2020.

BORN, M. C.; AZZOLIN, K. O.; SOUZA, E. N. Quanto tempo antes da admissão hospitalar surgem os sintomas de de compensação da insuficiência cardíaca? Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.27, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rlae/v27/pt_0104-1169-rlae-27-e3119.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

DIAS, E. S. M.; RODRIGUES, V. L. A.; MIRANDA, H. R.; CORRÊA, J. A. Roda de conversa como estratégia de educação em saúde para a enfermagem. Journal of Research: Fundamental Care Online, v.10, n.2, p.379-384, 2018. Disponível em: http://seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/6053. Acesso em: 26 mai. 2020.

FERNANDES, A. M. S.; SOUZA; V. S.; BORGES, I. C.; ANDRADE, D. C.; LUEDY, F. A.; MARTINS, R. R.; JÚNIOR, R. A.; REIS, F. J. F. B. Atividade educativa na sala de espera com pacientes com insuficiência cardíaca. Revista Brasileira de Cardiologia, v. 26, n. 2, p. 106-111, 2013. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=685720&indexSearch=ID

FERNANDES, S. L.; CARVALHO, R. R. SANTOS, L. G.; SÁ, F. M.; RUIVO, C.; MENDES, S. L.; MARTINS, H;. MORAIS, J. A. Fisiopatologia e tratamento da insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada: estado da arte e perspectivas para o futuro. Arquivo Brasileiro de Cardiologia, v. 114, n. 1, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066-782X2019005022110&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 21 mai. 2020.

FERREIRA, Viviane. Impactos de uma intervenção educativa na qualidade de vida relacionada à saúde de paciente. 133 f. tese (Doutorado) departamento de enfermagem geral e especializada, universidade de São Paulo, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rlae/a/gmPJLyzft7whNHZqgXD4rJB/?lang=pt.

FREITAS, A. K; E.; CIRINO,R. H. D. Manejo ambulatorial da insuficiência cardíaca crônica. Revista Médica da UFPR, v.4, n.3, p. 123-136. Acesso em: 24 mai. 2021. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/revmedicaufpr/article/view/56397

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. As Doenças cardiovasculares. 2015. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs317/en/index.html.

RABELO, E. R et al. What to teach to patients with heart failure and why: the role of nurses in heart failure clinics. Revista Latino Americana de Enfermagem. 2007. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17375248/.

ROMBALDI A.J et al. Conhecimento de professores de educação física sobre fatores de risco para doenças crônicas de uma cidade do sul do Brasil. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v.14, n.1, p.61-72, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcdh/a/KkG9B4xRw7J9LBZYhwmkVSL/abstract/?lang=pt.

SACCOMANN, I. C. R.; CINTRA, F. A.; GALLANI, M. C. B. J. Fatores associados às crenças sobre adesão ao tratamento não medicamentoso de pacientes com insuficiência cardíaca. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 48, n. 1, p. 18-24, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n1/pt_0080-6234-reeusp-48-01-18.pdf.

SMELTZER, S. C, BARE, B. G, BRUNNER & SUDDARTH. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 13 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2017.

SOARES, N. A.; SOUZA, V.; SANTOS, F. B. O.; CARNEIRO, A. C. L. L.; GAZZINELLI, M. F. Dispositivo educação em saúde: reflexões sobre práticas educativas na atenção primária e formação em enfermagem. Texto Contexto Enfermagem, v.26, n.3, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010407072017000300302&script=sci_arttext&tlng=p. Acesso em: 22 mai. 2020.

SOUSA, M. M et al. Diagnósticos e intervenções de enfermagem para a pessoa com insuficiência cardíaca descompensada. Revista Fundação Care Online. out/dez; v.8, n.4, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/pyFqL75rsL6NZVBspdstGys/?lang=pt

ULBRICH E.M et al. Atividades educativas para portadores de doença crônica: subsídios para a enfermagem. Revista Gaúcha de Enfermagem, v.33, n.2, p.22-27, 2012. . Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/fVktGfbL8vkDPYHyvBhdgDj/?lang=pt.

Downloads

Publicado

2022-02-07

Edição

Seção

Artigos