DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE-PROTÓTIPO PARA SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

Autores

  • Rosiane da Rosa Universidade Federal de Santa Catarina
  • Roberta Costa Universidade Federal de Santa Catarina
  • Iris Elizabete Messa Gomes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Susian Cássia Liz Luz Maternidade Carmela Dutra ORCID: 0000-0003-4213-283X

DOI:

https://doi.org/10.16891/2317-434X.v10.e2.a2022.pp1408-1415

Resumo

Introdução: A Sistematização da Assistência de Enfermagem é um elemento qualificador da prática da enfermagem, sendo uma ferramenta indispensável para o processo de trabalho do enfermeiro. Objetivo: descrever o processo de desenvolvimento de um software-protótipo para operacionalização da Sistematização da Assistência de Enfermagem na unidade neonatal. Métodos: estudo metodológico e de produção tecnológica, desenvolvido em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de uma Maternidade pública do Sul do Brasil. Os participantes do estudo foram nove enfermeiras que atuavam na unidade neonatal. A coleta de dados deu-se a partir de três fases distintas: fase de planejamento do software, desenvolvimento do protótipo e de avaliação do protótipo. Resultados: o software-protótipo, denominado SENFNEO, foi desenvolvido de forma coletiva. É constituído por vinte e sete telas, seis diagnósticos de enfermagem e oitenta e seis prescrições de enfermagem, as quais tem como base a Teoria das Necessidades Humanas Básicas. Conclusão: o desenvolvimento dessa ferramenta potencializará o trabalho do enfermeiro, colaborando com a segurança do paciente e na melhoria da qualidade da assistência, além de possibilitar a avaliação e o acompanhamento da evolução do recém-nascido.

Biografia do Autor

Rosiane da Rosa, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira, doutoranda em enfermagem.

 

ORCID: 0000-0002-8948-9724

Roberta Costa, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora, doutora em enfermagem.

 

ORCID: 0000-0001-6816-2047

Iris Elizabete Messa Gomes, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira, doutoranda em enfermagem.

 

ORCID: 0000-0002-0496-5892

Susian Cássia Liz Luz, Maternidade Carmela Dutra ORCID: 0000-0003-4213-283X

Enfermeira, mestre em enfermagem.

Referências

ARAUJO, J.L. et al. Aplicativo móvel para o processo de enfermagem em uma unidade de terapia intensiva neonatal. Texto Contexto Enferm, v.28, 2019.

ARMSTRONG, K.A. et al. Effect of home monitoring via mobile App on the number of in-person visits following ambulatory surgery a randomized clinical trial. JAMA Surgery Published online, v.152, n.7, p.622-627, 2017.

BITENCOURT, J.V.O.V. et al. Auditoria: uma tecnologia de gestão para qualificação do processo de enfermagem. Rev baiana enferm., v.34, e36251, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde/MS, de 12 de dezembro de 2012. 2013.

CAMACHO, A.C.L.F. et al. Interactive educational technology on care for elderly people with dementia. Rev Enferm UFPE on line, v.13, n.1, p.249-254, 2019.

COFEN. Resolução n. 358, de 15 de outubro de 2009. 2009.

COSTA, A.C.; SILVA, J.V. Representações sociais da sis¬tematização da assistência de enfermagem sob a ótica de enfermeiros. Rev Enf Ref., v.4, n.16, p.139-46. 2018.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática de libertação: uma introdução ao pensamento de Freire. 3 ed. São Paulo: Centauro, 2008.

GADELHA, M.M.T. et al. Educational technologies in the training process: discourse of nursing academics. Rev Enferm UFPE on line. V.13, n.1, p.155-61, 2019.

HORTA, W.A. Processo de enfermagem. Guanabara Koogan, 2012.

INPI. Pesquisa programa de computador. Disponível em: https://busca.inpi.gov.br/pePI/jsp/programas/ProgramaSearchBasico.jsp. Acesso em: 10 de fevereiro 2016.

MENDEZ, C.B. et al. Mobile educational follow-up application for patients with peripheral arterial disease. Rev Lat Am Enfermagem, v.27, 2019.

NANDA INTERNATIONAL. Diagnósticos de enfermagem da Nanda: definições e classificação 2015-2017. Porto Alegre: Art Med, 2015.

PISSAIA L.F, et al. Impacto de tecnologias na implementação da sistematização da assistência de enfermagem hospitalar: uma revisão integrativa. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v.8, n.1, 2018.

PRESSMAN, R.S. Engenharia de software: uma abordagem profissional. 7 ed. Porto Alegre: AMGH, 2011.

REZENDE, L.C.M et al. Assessment of a prototype for the Systemization of Nursing Care on a mobile device. Rev Lat Am Enfermagem, v.24, 2016.

ROSA, R. et al. Reflections of nurses in search of a theoretical framework for maternity care. Rev Bras Enferm, v.71, suppl 3, p.1432-8, 2018.

SALVADOR, P.T.C.O et al. Ludic representations of nursing students about the systematization of nursing care. Cienecia y enfermeria, v.23, n.2, p.121-131, 2017.

SALVADOR, P.T.C.O. et al. Validation of virtual learning object to support the teaching of nursing care systematization. Rev Bras Enferm, v.71, n.1, p.16-24, 2018.

SANTOS, T.O. et al. Implementation of health information systems: a systematic review. Rev Eletron Comun Inf Inov Saúde, v.11, n.3, 2017.

SANTOS, T.O.; PEREIRA, L.P.; SILVEIRA, D.T. Implantação de sistemas informatizados na saúde: uma revisão sistemática. Rev Eletron Comun Inf Inov Saúde, v.11, n.3, p.1-11, 2017.

SENA, A.C et al. Collective preparation of a nursing care instrument for immediate preoperative patients. Rev Baiana Enferm, v.31, n.1, 2017.

SILVA, J.M.G, et al. Software for systematization of nursing care in medical units. Rev Bras Enferm, v.71, n.5, p.2425-31, 2018.

VIEIRA, K.B.T.; COSTA, R. Care guide for neonatal peripheral intravenous therapy: a collective construction of nursing team. Ciencia y enfermeria, v.21, n.3, p.87-99, 2015.

Downloads

Publicado

2022-07-15

Edição

Seção

Artigos