NÍVEL DO CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO DO INTERIOR DE ALAGOAS ACERCA DA RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR

Autores

  • Carlos Henrique Bezerra de Siqueira Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)
  • Izabelle Barbosa da Silva Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)
  • Cesário da Silva Souza Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)

DOI:

https://doi.org/10.16891/2317-434X.v10.e2.a2022.pp1424-1430

Resumo

A parada cardiorrespiratória (PCR) ocorre quando há uma falha súbita mecânica no funcionamento cardíaco e respiratório, além de inconsciência. Essa é tida como a emergência clínica mais grave no meio extra e intra-hospitalar e, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), a morbimortalidade da PCR depende da eficácia da assistência . Como 70% dos casos ocorrem no ambiente extra-hospitalar é fundamental que haja a propagação desses conhecimentos para toda população. Avaliar e analisar o conhecimento da população do interior de Alagoas acerca da ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo e de corte transversal. A amostra do trabalho foi definida em sua representatividade por conveniência, utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário virtual estruturado, contendo 8 questões que norteiam o conhecimento sobre RCP. Os participantes totalizaram 144, sendo 26 com formação na área da saúde e 118 não. A maioria, 93,05%, sabe o que é uma PCR, porém apenas 39,2% afirmam saber reconhecer uma; 49,03% souberam responder a quantidade de compressões torácicas necessárias durante o atendimento; 79,16% responderam corretamente sobre o posicionamento da vítima durante as manobras de RCP; 70,13% não sabem o que é o DEA; e 77,08% não se sentem preparados para agir diante de uma PCR. Os pesquisados mostraram baixo nível de conhecimento visto a quantidade de questões respondidas erroneamente,  reforçando a necessidade de difundir o conhecimento do tema a fim de preparar a população para agir diante dessa situação.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Bezerra de Siqueira, Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)

Acadêmico em Medicina

Izabelle Barbosa da Silva, Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)

Acadêmica em Medicina.

Cesário da Silva Souza, Centro Universitário Tiradentes (UNIT-AL)

Fisioterapeuta

Professor Titular do Centro Universitário Tiradentes - UNIT - AL

Doutor em Ciências da Saúde - FMRP - USP

Referências

ALVES, C.A. BARBOSA, C.N.S. FARIA, H.T.G. PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA E ENFERMAGEM: O CONHECIMENTO ACERCA DO SUPORTE BÁSICO DE VIDA. COGITARE ENFERM., [s. l.], v. 18, ed. 2, p. 296-301, 2013. Disponível em: http://www.saude.ufpr.br/portal/revistacogitare/wp-content/uploads/sites/28/2013/04/32579-119694-1-PB.pdf. Acesso em: 16 nov. 2021.

BERNOCHE, Cláudia et al. Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia: Suporte Básico de Vida no adulto. Arquivos Brasileiros de Cardiologia: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), [s. l.], v. 3, ed. 113, p. 449-663, 2019. DOI 10.5935/abc.20190203. Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/portal/abc/portugues/2019/v11303/pdf/11303025.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

C MARA DOS DEPUTADOS. PROJETO DE LEI N.º 736, DE 2015 Dispõe sobre a manutenção de desfibrilador cardíaco em locais especificados de todo o território nacional e dá outras providências. Manutenção de desfibrilador cardíaco em locais públicos, [S. l.], 2015. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=317F6A3A5B456DEDF1A8C689C8BCE3C9.proposicoesWebExterno1?codteor=1736880&filename=Avulso+-PL+736/2015. Acesso em: 26 mar. 2021.

CASTRO, Braian Valério Cassiano de et al. Abordagem inicial do paciente grave: Suporte Básico de Vida. In: VELASCO, Irineu Tadeu et al. Medicina de Emergência: Abordagem prática. 14. ed. rev. Barueri - SP: Editora Manole Ltda., 2020. cap. 3, p. 69-83. ISBN 9788520462553.

CARVALHO, Lorena Rodrigues de et al. Fatores associados ao conhecimento de pessoas leigas sobre suporte básico de vida. Enfermería actual de Costa Rica, San José, ed. 38, 2020. DOI https://doi.org/10.15517/revenf.v0i38.39087. Disponível em: https://www.scielo.sa.cr/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1409-45682020000100163. Acesso em: 23 mar. 2021.

CEDRO, Marconi et al. EMERGÊNCIAS: PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA. In: OLIVEIRA, Clístenes Queiroz; SOUZA, Marconi Moreno Cedro; MOURA, Carlos Geraldo Guerreiro de. Yellowbook fluxos e condutas: emergência. 2. ed. Salvador - BA: SANAR, 2019. cap. 1, p. 35-46. ISBN 9788554621230.

FAN, K.L. et al. Public knowledge of how to use an automatic external defibrillator in out-of-hospital cardiac arrest in Hong Kong. HONG KONG MED J, [s. l.], v. 22, ed. 6, p. 582-588, 2016. DOI 10.12809/hkmj164896. Disponível em: https://www.hkmj.org/system/files/hkmj164896.pdf. Acesso em: 15 nov. 2021.

FERREIRA, J.V.B.; FERREIRA, S.M.B.; CASSEB, G.B. Perfil e Conhecimento Teórico de Médicos e Enfermeiros em Parada Cardiorrespiratória. Revista Brasileira de Cardiologia, [s. l.], v. 25, ed. 6, p. 464-470, 2012. Disponível em: http://www.onlineijcs.org/english/sumario/25/pdf/v25n6a04.pdf. Acesso em: 16 nov. 2021.

GRANJA, Cristina; NASSAR, Antonio Paulo Jr. Desfecho neurológico após parada cardíaca: problemas frios e sombrios. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, [s. l.], v. 4, ed. 27, p. 305-306, 2015. DOI 10.5935/0103-507X.20150051. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbti/v27n4/0103-507X-rbti-27-04-0305.pdf. Acesso em: 26 mar. 2021.

LAVONAS, Eric J. et al. Destaques das diretrizes de RCP e ACE. American Heart Association (AHA), [s. l.], 2020. Disponível em: https://cpr.heart.org/-/media/cpr-files/cpr-guidelines-files/highlights/hghlghts_2020eccguidelines_portuguese.pdf. Acesso em: 25 mar. 2021.

MACIEL, A. O.; ROSENO, B. R. Avaliação do conhecimento a respeito de parada cardiorrespiratória e engasgo entre professores e estudantes de uma escola pública do Distrito Federal. UNICEPLAC: Centro Universitário do Planalto Central Aparecido dos Santos, Gama - DF, p. 04-22, 2019. Disponível em: https://dspace.uniceplac.edu.br/bitstream/123456789/269/1/Aline%20Maciel_0002600_B%C3%A1rbara%20Roseno_0002461.pdf. Acesso em: 17 nov. 2021.

MINSKI, B.M.; BERNARDI, F.L. de M. Avaliação do conhecimento da população do Município de Concórdia, SC sobre parada cardiorrespiratória, ressuscitação cardiopulmonar e uso do desfibrilador externo automático. Anais de Medicina, [s. l.], ed. 2017, 2018. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/anaisdemedicina/article/view/15971. Acesso em: 16 nov. 2021.

NOGUEIRA, G.A.R. et al. Avaliação populacional do conhecimento sobre atendimento extra-hospitalar da parada cardíaca. Revista de Medicina: USP, [s. l.], v. 100, ed. 3, p. 238-245, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v100i3p238-245. Acesso em: 16 nov. 2021.

OLIVEIRA, Gláucia Maria Moraes de et al. Estatística Cardiovascular: Brasil - 2020. Arquivos Brasileiros de Cardiologia: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), [s. l.], v. 3, ed. 115, p. 308-439, 2020. DOI 10.36660/abc.20200812. Disponível em: https://a8daef65-7000-4bb3-bf33-4fd8bbca6800.usrfiles.com/ugd/a8daef_8a809798f85449988323aaa43b540004.pdf. Acesso em: 26 mar. 2021.

SOMITI. Parada cardiorrespiratória: como ocorre? Sociedade Mineira de Terapia Intensiva, [s. l.], 29 jan. 2020. Disponível em: http://blog.somiti.org.br/parada-cardiorrespiratoria/. Acesso em: 26 mar. 2021.

TERASSI, M. et al. A percepção de crianças do ensino fundamental sobre parada cardiorrespiratória. SEMINA: Ciências Biológicas e da Saúde, [s. l.], v. 36, ed. 1, p. 99-108, 2015. DOI 10.5433/1679-0367.2014v35n2p99. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/viewFile/19145/16943. Acesso em: 18 nov. 2021.

WILLERS, Thiago et al. PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA: DO FIM AO RECOMEÇO DA VIDA. Biblioteca Virtual em Saúde: Ministério da Saúde, [s. l.], ed. 04, 2018. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/04/882794/parada-cardiorrespiratoria-do-fim-ao-recomeco-da-vida.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

USP (SP). INCOR. Centros de Parada Cardíaca aumentam a sobrevivência da população que infarta. Arquivos Brasileiros de Cardiologia: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), São Paulo - SP, 3 dez. 2020. Disponível em: https://www.portal.cardiol.br/post/centros-de-parada-card%C3%ADaca-aumentam-sobreviv%C3%AAncia-da-popula%C3%A7%C3%A3o-que-infarta. Acesso em: 25 mar. 2021.

ZANINI, J. NASCIMENTO, E.R.P. BARRA, D.C.C. Parada e Reanimação Cardiorrespiratória: Conhecimentos da Equipe de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, [s. l.], v. 18, ed. 2, p. 143-147, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbti/a/dDHFtyvVWf7nf4CNWPDQBSG/?format=pdf. Acesso em: 15 nov. 2021.

Downloads

Publicado

2022-07-15

Edição

Seção

Artigos