CULTURA INDÍGENA COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Fábio Júlio Serafim da Silva

DOI:

https://doi.org/10.16891/2317-434X.v10.e2.a2022.pp1393-1398

Resumo

A escola, desde a universalização da educação pública, tem sido um espaço com grande diversidade cultural, étnica e econômica, abarcando principalmente as classes populares, as crianças e adolescentes pertencentes a esta. Dessa forma, este espaço deve ser democrático, no sentido da ampliação da participação de todos os discentes, bem como suas vivências e as suas bagagens culturais. A temática indígena se configura como um conteúdo a ser contextualizado no ambiente escolar e constitui um conhecimento que considera a diversidade cultural como algo presente no ambiente escolar. O presente trabalho tem como objetivo analisar a importância da inserção da cultura indígena nas aulas de Educação Física, justamente como um fator de diversidade, sempre levando em consideração o quanto esta cultura é importante e que a mesma não pode ser deixada de lado. O estudo tem como fundamentação uma revisão bibliográfica, de cunho qualitativo, embasado no método comparativo, buscando a elucidação dos fenômenos e permitindo avaliar um dado concreto, buscando analisar semelhanças e esclarecer problemas, explicando um fenômeno, deduzindo desse “os elementos constantes, abstratos e gerais”. Portanto, conclui-se que a cultura indígena como ferramenta pedagógica para as aulas de educação física, propicia aos educandos um espaço de aprendizagem que vai muito além de temáticas estruturais, essa aprendizagem estimula fatores que estão diretamente ligados ao desenvolvimento integral dos discentes. Estimulando benefícios como: respeito, valorização cultural, estímulos físicos e mentais na sua prática.

Downloads

Publicado

2022-07-15

Edição

Seção

Artigos